]]>
E-mail
Senha
Manter conectado
Seu servidor ou hospedagem vai deixar de existir?
Leve o seu conteúdo de um serviço para o outro em poucos passos
Por Tiago Bosco em 02/10/2017
Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!



Colaborou com essa reportagem: AbraHosting (Associação Brasileira de Empresas de Infraestrutura de Hospedagem na Internet) - http://abrahosting.org.br e Hostnet (Colaborou com essa reportagem: AbraHosting (Associação Brasileira de Empresas de Infraestrutura de Hospedagem na Internet) - http://abrahosting.org.br e UOL Host (www.uolhost.com.br)

Você decidiu criar um site, contratou domínio e hospedagem e fez tudo como queria. Só que passou um tempo e você se vê cheio de vontade de migrar para outro provedor, ou porque percebe que o serviço já não está mais atendendo às suas expectativas ou mesmo porque ele vai deixar de existir, algo que não é raro acontecer.

Nesse momento o empreendedor fica cheio de dúvidas, como: "Será que dá para mover tudo o que tenho neste servidor para outro?", "Vou perder todo o conteúdo que criei até aqui e terei de começar do zero?" e "Quanto tempo será que meu site ficará fora do ar? Isso vai prejudicar muito minhas vendas?".

Todas essas dúvidas são justificáveis e, realmente, se você não tomar alguns cuidados pode acabar perdendo informações que estão no seu serviço antigo e ficar muito tempo sem ter seu site disponível para os consumidores.

Para que isso não aconteça, é só estar atento a alguns pontos e todo o processo deve correr bem.
No entanto, antes de começar a enumerar algumas ações que deve fazer para garantir uma migração tranquila, é necessário deixar um alerta: nem toda migração é igual ou possível.

Cada empresa que comercializa serviços de hospedagem e aluguel de servidor tem seus próprios passos e processos, mas existem algumas ações importantes que costumam ser comuns a todas elas, e são essas ações que você deve considerar. Vamos ver quais são?

Faça os backups necessários
O backup é um recurso que muita gente não valoriza até precisar de um. Fazer um backup significa criar uma cópia de todas as informações que você tem em um ambiente ? seja em um computador ou no seu site ? e guardá-la como segurança.

Se você perder algum dado ou tiver qualquer problema, pode usar o backup para restaurar as informações. Quem quer migrar de hospedagem deve fazer backups de todos os diretórios e elementos que quer levar para o novo serviço.

O backup de FTP salva dados relacionados ao seu site, como textos, códigos de programação e imagens. Se você tiver acesso ao FTP na sua hospedagem, basta fazer o download dos arquivos e guardar. Se a nova hospedagem for semelhante á anterior (mesmo sistema operacional, recursos parecidos, mesmo tipo de hospedagem, etc) você faz o upload! Se não tiver acesso, será necessário fazer uma solicitação junto ao provedor.

Também é interessante fazer um backup do seu banco de dados, onde ficam informações sobre o site, clientes e produtos, e o processo é basicamente o mesmo do FTP. Se tiver acesso, procure pela opção de exportação ou backup de banco de dados. Se não, contate o provedor.

Por fim, faça também o backup dos seus e-mails, afinal, você não quer perder todos os contatos de fornecedores e clientes se for usar um e-mail diferente, relacionado ao seu novo servidor, não é?
Alguns painéis administrativos permitem que você faça esse backup diretamente na hospedagem, mas você também pode usar ferramentas como o Outlook ou em softwares de exportação e sincronização de mensagens.

Contrate um novo serviço
Depois que você já tiver todas as informações que precisa nos seus backups, é a hora de escolher e contratar um novo serviço.

Atente-se às informações como memória RAM, espaço em disco, se há ou não limite de visitas por plano, quantidade de espaço em disco e qual a porcentagem de disponibilidade garantida pelo provedor.

Não se esqueça, também, de conferir depoimentos de outros clientes e de tirar todas as suas dúvidas antes de contratar, para garantir que está escolhendo o serviço e o plano adequado às suas necessidades.

Faça as configurações
A maioria dos provedores tem como primeiro passo os processos de configuração do serviço e de elementos relacionados a eles. No caso das hospedagens, costuma-se primeiro fazer a configuração do domínio.

Se você já tiver um endereço de domínio registrado, pode continuar usando ele; se não, pode contratar um novo. Dependendo do plano, esse também é o momento para configurar o sistema operacional do servidor ou da hospedagem.

Upload dos arquivos
Sabe aqueles arquivos que você salvou nos backups? É hora de fazer o upload deles no seu novo ambiente.

Na sua hospedagem ou servidor novo, busque por gerenciador de arquivos ou algum caminho para fazer a importação de dados, confira as extensões aceitas (como .zip, .tar e .gz) e comece a subir os arquivos. Se preferir, você pode fazer o mesmo processo com um gerenciador de FTP, como Filezilla e WinSCP.

Para migrar a parte dos dados (se houver), é necessário primeiro criar um novo banco de dados na sua hospedagem nova. Dê a ele um nome e uma senha de acesso para o gerenciamento. Quando estiver tudo pronto, você poderá acessar o seu banco de dados e deve encontrar por lá o botão para importar. Aí é só selecionar o arquivo do backup e pronto!

Depois de criar suas caixas de e-mail o processo também é o mesmo, encontre um local de importação ou upload de arquivos e suba as informações que foram copiadas do serviço antigo.
Após concluir todos os uploads, não deixe de verificar se tudo está funcionando corretamente!

É necessário também atualizar os apontamentos DNS do domínio, para que o seu endereço passe a apontar para o conteúdo no novo servidor, ao invés do antigo. Alguns provedores têm domínios provisórios, que você pode usar para acompanhar se está tudo certo com a migração.

Fonte: UOL Host (www.uolhost.com.br)

Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

Comentário(s)