]]>
E-mail
Senha
Manter conectado
Contra o preconceito nos anúncios
Unilever e ONU criam coletivo para acabar com estereótipos
Por Tiago Bosco em 26/06/2017
Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!



A Unilever juntou-se à ONU Women - uma entidade da ONU que luta pela emancipação das mulheres - e a alguns dos maiores players na área da publicidade e da tecnologia a nível mundial para pôr um fim a retratos estereotipados de gênero na publicidade. É a Unstereotype Alliance (https://goo.gl/K9HYPR).

O coletivo, do qual fazem parte a Google, Mars, Facebook, Microsoft e WPP, entre outros, trabalhará com base na campanha "Unilever's 2016 'Unstereotype'" para mudar a forma como as mulheres e homens são retratados nos anúncios, acabando com estereótipos que "muitas vezes são perpetuados pela publicidade".

A Unilever já tem dado alguns passos nesse sentido com campanhas como a "Beleza Real" da Dove, protagonizadas por mulheres de diferentes idades, tamanhos, etnias, tipo e estilos.

"Temos visto um verdadeiro progresso na nossa indústria, mas não é suficiente", afirma o diretor de Marketing e Comunicação da Unilever, Keith Weed, que quer trabalhar com toda a indústria para atingir os propósitos da campanha Unstereotype.

"O nosso trabalho não fica feito enquanto continuarmos a ver anúncios que diminuam ou limitem o papel das mulheres e dos homens na sociedade", diz.

O primeiro evento da Unstereotype Alliance foi no Cannes Lions, onde o coletivo espera angariara mais membros e impactar a indústria, passando a ideia de que todas as marcas devem se juntar a esta luta.

"As concepções negativas das mulheres e meninas são uma das maiores barreiras para a igualdade de gênero e nós precisamos abordar e mudar essas imagens onde quer que elas apareçam", salienta a diretora executiva da ONU Women, Phumzile Mlambo-Ngcuka, que acredita que "a publicidade é um meio particularmente poderoso para mudar perceções e impactar as normas sociais".


Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

Comentário(s)