]]>
E-mail
Senha
Manter conectado
É profissional de internet desde 1996 e passou pelas maiores agências e empresas do país: Wunderman, AlmapBBDO, AgênciaClick, Banco Real ABN AMRO, Microsoft Brasil. É criador da \"Usina.com\", portal focado no mundo online, e do \"Radinho de pilha\" (www.radinhodepilha.com), comunidade de profissionais da área. E-mail: renedepaula@gmail.com
Eu sei o que você fez no click passado
Não, eu não sei não. Brincadeirinha. - 25/05/2015
Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

Não, eu não sei não. Brincadeirinha. Não que não dê pra saber, deve dar, mas sou um rapaz educado e, mesmo que alguém escancarasse teu histórico inteiro pra mim, eu fecharia os olhos. Prefiro teu jogo de luz e sombras e filtros e máscaras, prefiro as histórias que você inventa do que a tua verdade nua e crua.

Nem eu quero me conhecer tanto assim. Gosto de acreditar que sou parecido com o René que eu demorei tanto pra inventar (ele é um pouco mais atlético e inteligente, mas fica entre nós).

O Google deve ter outra opinião a meu respeito, claro. Idem pro Facebook. Se juntar os dois, então, como é o sonho de todo marketeiro sinistro, nem quero imaginar no que dá. Mais dia menos dia algum algoritmo maluco, alguma rede neural obscura vai juntar meus alhos com os bugalhos, vai misturar meus boletins da escola com meus exames de sangue, temperar com meus likes e os likes alheios e vai criar um retrato de mim que eu não quero ver nem pintado.

Não tarda muito e esses robôs invisíveis vão saber mais sobre mim do que eu mesmo. Todo dia o Google Now do meu celular tenta me agradar sugerindo coisas que talvez me interessem. Não sei de onde ele tira as ideias nem quero crer que eu seja tão previsível assim, mas o pior é que o cara está acertando bastante, e cada dia mais. Ele deve ter adivinhado que eu abomino esportes e nunca me esfrega na cara quem ganhou qual campeonato onde. O jornal que eu assino não tem a mesma consideração comigo.

Conheça-te a ti mesmo, disse Sócrates. E se a humanidade quiser conhecer a si mesma, #comofaz?
Se fizermos uma enquete sobre o que mais gostamos na internet o resultado será um espetáculo: cultura, educação, refinamento, mens sana in browser sano. Se você soubesse quais são de verdade as coisas mais buscadas na internet ficaria de cabelo em pé. Eu fiquei: já trabalhei em site de busca e o top ten ou top cem das pesquisas tinha coisas tão cabeludas que eu nem sabia o que era. Se fizessem um Zeitgeist de verdade, sem filtrar as putarias, não estaríamos muito longe de Sodoma e Gomorra.

Os robôs te vêem sem filtro e já devem estar cochichando a teu respeito. Se o Juízo Final depender deles, pra onde vão te mandar? Eles vão dar bola pro teu "tende piedade de nós"? Lamento, mas como você não foi feito à imagem e semelhança de robô nenhum, como você nem deu bola pro fruto do conhecimento e desencanou do carpe diem, o julgamento vai ser zero ou vai ser um. Não tem papinho.
Alguém já disse que tecnologia avançada parece mágica. Eu digo que parece mesmo é uma religião assustadora com um deus robô inescrutável. Espere e verás.

Reli este artigo agora e percebi uma falha de estilo: comecei muitas frases com "não". Será que estou em negação contínua? Não sei, mas desconfio que algum robô saiba.

Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

Comentário(s)