]]>
E-mail
Senha
Manter conectado
Possui mais de 10 anos de experiência no mundo digital e atualmente é o Gerente Geral de Marketing e vendas do UOL HOST, divisão do Grupo UOL especializada em pequenas e médias empresas que queiram entrar e crescer no mundo online.
Vale a pena oferecer entregas no mesmo dia?
Vale a pena oferecer entregas no mesmo dia na sua loja? - 15/07/2015
Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

As entregas expressas são o assunto do momento no e-commerce, com as gigantes do setor mobilizando esforços (e muito dinheiro) para oferecer serviços cada vez mais rápidos, independente do que se compre.

Mas será que esta é realmente uma necessidade (ou um desejo) dos clientes? A questão divide opiniões. Destaco, aqui, os principais pontos sobre o assunto para você ficar por dentro e pensar se é hora ou não de se preocupar em acompanhar a tendência.

Por fim, aponto algumas áreas do seu negócio que podem ser impactadas quando as entregas expressas se tornarem uma realidade do mercado.

Por que isto pode pegar
Basicamente porque as entregas expressas resolvem uma questão latente do consumidor, que é não ter que esperar pelo produto depois de comprá-lo.

Ford já dizia e Steve Jobs repetiu: às vezes o consumidor não sabe que quer determinadas coisas. A maior parte das empresas que têm investido e feito parcerias no sentido de oferecer entregas expressas acredita estar criando um diferencial instantâneo que, no futuro, deve se tornar o meio preferido de receber as compras online.

Sinais de que não é pra já
Quanto maior o país em que está instalada a empresa, maior o desafio, por isso todas as empresas que oferecem entregas expressas ainda o fazem num raio específico de distância (delimitado por cidades).

Pesquisas apontam que os clientes não estão dispostos a pagar mais por isto. Eis porque, desde 2009, apenas os clientes Amazon Prime (que pagam uma taxa anual) podem optar por este tipo de entrega sem custos adicionais. A principal questão que se coloca é que já existe a expectativa de não receber imediatamente o produto quando ele é comprado via internet, então a proposta de valor não atrai tanto.

Para se ter uma ideia, no Natal passado, algumas redes disponibilizaram o serviço de entregas no mesmo dia para compras em regiões metropolitanas de Chicago e Denver, cobrando apenas 15 dólares pelo serviço desde que o valor da compra ultrapassasse 99 dólares. Embora muitos clientes tenham ficado interessados no serviço, 100% deles desistiu diante do preço e da ressalva.

O que vale a pena ficar de olho
Amazon, Google e Ebay têm investido pequenas fortunas em desenvolver as entregas expressas e, com isso, estão abrindo o mercado, criando uma opção para os clientes mais ansiosos e incentivando-os a experimentar. Outras soluções, inclusive que sirvam para empresas menores, devem surgir nos próximos anos.

O Google já possui um serviço em testes na região de São Francisco, chamado Shopping Express, que convida pequenos lojistas (em geral, proprietários de lojas físicas) a disponibilizar produtos para venda e entrega expressa nas redondezas do seu negócio.
Isto pode ser uma oportunidade para você - pois no futuro isso pode significar não se preocupar mais com logística - ou um desafio, já que novos empreendedores devem passar a fazer parte do mercado online deste modo.

Você acha que moda vai pegar no Brasil?

Compartilhe no Facebook!Compartilhe no Facebook!

Comentário(s)